Conselho Regional de Química da 5ª Região
Conselho Regional de
Química da 5ª Região
Rio Grande do Sul
A vida é nosso principal elemento.
   
 
 
CRQV Institucional
Comunicação AFT Registro Delegacias Legislação Programas Fale Conosco CRQV
 
 
   
 
 
Untitled Document
Comunicação
Notícias
Agenda
Newsletter
Informativos
Vídeos
Galeria
Convênios
CRQV

Untitled Document
Todas as Notícias
As Energias Renováveis
14 de junho de 2017
Produção biodinâmica e os benefícios da uva são pautas do ano no setor vitivinícola
14 de junho de 2017
Expediente - Feriado Corpus Christ
06 de junho de 2017
A Química e suas novas tecnologias
02 de junho de 2017
SOMOS QUIMICAMENTE FEITOS DE
04 de maio de 2017
A influência do pH do solo no desenvolvimento das plantas
26 de abril de 2017
| 1 | 2 |   Página seguinte

Siga-nos no Siga-nos no Twitter
Cursos
Informações
Referentes ao Registro
de Cursos de Formação
Profissional no CFQ
CRQV
Cursos aprovados pelo CFQ
Untitled Document
CRQV Voltar à home >> Comunicação >> Notícias CRQV

As Energias Renováveis
14 de junho de 2017

Um dos temas mais discutidos do século em todo o planeta, devido à preocupação de grande parcela populacional é o cuidado com o meio ambiente. Os olhares estão atentos às atividades domésticas e industriais que afetam a natureza. Mais do que cuidar do meio ambiente, é necessária sabedoria em seu uso, evitando desperdício (de energia, água e alimentos), reutilizando materiais, direcionando o lixo de maneira correta, entre outras medidas.

As fontes de energia são um dos aspectos que devem ser analisados pelo risco de se
esgotarem. São formas de recursos que, direta ou indiretamente, produzem energia para manter diversos setores em movimento, como a indústria, o comércio, os transportes, a agricultura e a saúde. Alguns exemplos são as bacias petrolíferas, rios, ventos e jazidas minerais. Estes recursos energéticos podem ser divididos em energias renováveis e energias não renováveis.

As não renováveis são aquelas que estão presentes na natureza em quantidade limitada, portanto, caso acabe, não podem ser renovadas. São de origem animal e vegetal e demoram milhões de anos para se formarem. Alguns exemplos são o gás natural, petróleo e combustíveis nucleares. A principal vantagem que pode ser observadas no uso destas fontes é o fato de serem conhecidas a diversas gerações e terem a infraestrutura mais acessível. Outra vantagem é o valor baixo desta fonte. Por este motivo é a fonte de energia utilizada em países em desenvolvimento. No caso do petróleo, além da produção de combustível, é possível se obter outros derivados como solventes e querosene.

A principal desvantagem no uso destas fontes é o fato de poderem se esgotar. O uso não consciente pode levar ao fim destes recursos e a uma crise energética global. Além disso, o uso inconsciente delas trazer outras consequências negativas para o meio ambiente, como a queima de combustíveis que gera gases poluentes no ar, tornando-o nocivo à saúde, também colaborando para o aquecimento acelerado do planeta e para o aumento do nível da quantidade de chuva ácida. O transporte e extração do petróleo é algo que deve ser feito com muito cuidado, evitando acidentes ambientais, principalmente no mar, causados pelo vazamento nas águas. No caso do urânio, a principal desvantagem é sua manipulação em usinas nucleares, que deve ser feita com cuidado, pois acidentes nestas são de extremo risco para a saúde e meio ambiente.

As fontes renováveis de energia são as geradas a partir de recursos naturais, fornecidos pela natureza, como o sol, ventos e água. Sem dúvida, a principal vantagem deste tipo de energia é a possibilidade de renovação dos recursos, impossibilitando seu esgotamento. Outra vantagem é a não emissão de gases poluentes no ar. As principais utilizadas são a energia hidrelétrica, eólica, solar, geotérmica e biomassa. Uma das desvantagens é o fato de estarem sujeitas à imprevisibilidade da natureza e dependerem disso para a produção de energia. Outra desvantagem é o custo inicial de implantação das estruturas. É necessário um estudo ambiental e, em alguns casos, alteração nas condições de vida das comunidades e ambiente no entorno da construção.

A energia hidrelétrica é proveniente do potencial hidráulico dos rios. A energia cinética contida no fluxo da água transforma-se em energia mecânica através da rotação das turbinas presentes na estrutura. Posteriormente, esta energia transforma-se em eletricidade pelo gerador do sistema e é distribuída. A primeira usina hidrelétrica foi construída nas cataratas do Niágara, entre o Canadá e os Estados Unidos no final do século XIX, uma época e que o carvão era o principal combustível. O principal impacto negativo é a mudança no ambiente e na vida ao redor da instalação. São consideradas por muitos como fonte de energia limpa por não serem ligadas diretamente à queima de combustíveis. Porém, as hidrelétricas contribuem para a emissão de dióxido de carbono (decomposição das árvores que permanecem acima do nível d’água dos reservatórios) e metano (ocorre pela decomposição da matéria orgânica presente no fundo do reservatório), o que contribui para o aquecimento do planeta.

A energia eólica é gerada através da força do vento captado nos aerogeradores e depois transformada em energia elétrica. Este tipo de energia pode ser produzido em qualquer região, é limpa e não produz gases de efeito de estufa. Seu impacto ambiental é baixo e sua construção não requer grandes terrenos. Os parques eólicos são formados por centenas de aerogeradores individuais. Hoje, a energia eólica faz parte da infraestrutura elétrica em mais de oitenta países. No Brasil, a produção das usinas eólicas aumentou 38% no primeiro trimestre de 2017. O Rio Grande do Norte é o maior estado produtor desta energia no país, já o Rio Grande do Sul aparece em quarto lugar no ranking, mesmo sendo o único estado fora da região nordeste com grande potencial para este recurso.

O calor e a luz provenientes do Sol gera energia que é aproveitada em diversas tecnologias. A energia solar é considerada inesgotável e colaboradora do meio ambiente. Em comparação com outras fontes de energia, a solar tem potencial excepcional. As maneiras de captar esta energia podem ser classificadas em diretas (precisam de apenas uma etapa para capturar a energia do sol e transformá-la em energia) e indiretas (precisam de duas ou mais etapas para converter a energia solar em energia utilizável por nós). A principal vantagem na utilização deste recurso é o fato de ser totalmente limpo, não poluindo o meio ambiente, nem colaborando para a emissão de gases no ar. É considerada também uma energia boa para o bolso, por resultar em grandes economias para residências e indústrias que a utilizam.

A energia geotérmica é obtida a partir do calor proveniente do interior presente nas camadas mais inferiores do planeta, em uma camada de rochas, chamada magma. Este magma resulta da pressão abaixo da superfície e do calor gerado pela decomposição de substâncias como urânio e tório. Por ser encontrado em fissuras na crosta, o magma explode formando erupções vulcânicas ou gases que aquecem as águas subterrâneas. A energia elétrica é obtida através da perfuração do solo onde há grande quantidade desse vapor e água quente. Eles são drenados para a superfície e em seguida o vapor vai para uma central elétrica, que gira as lâminas de uma turbina. Esta movimentação (energia mecânica) é então transformada em energia elétrica. Os pontos positivos são a quase nula emissão de gases poluentes e a pequena área necessária para a instalação da usina. Porém, este método é considerado caro e pouco rentável e o calor proveniente da usina aumenta a temperatura do local instalado.

A biomassa, na produção de energia é utilizada a partir de processos como a combustão de material orgânico, encontrado no ecossistema. Suas principais vantagens são o fato de ser renovável, ser menos poluente que outras formas de energia como as obtidas a partir de combustíveis fósseis e ter baixo custo. A queima de biomassa libera dióxido de carbono no ar, porém, como este composto havia sido absorvido pelas plantas que deram origem a este combustível, a emissão de CO2 é nula.

De acordo com a engenheira Sanitarista e ambiental, Diretora técnica na empresa Equilibrium Engenharia e Meio Ambiente, Luana Garcia, a maioria das energias renováveis não causam malefícios, mas alguns cuidados devem ser tomados “em algumas há pequenos malefícios que são insignificantes em comparação com os benefícios. Como no caso da energia eólica que há geração de ruído pelas turbinas e também deve-se analisar se a área onde será instalado o parque eólico não encontra-se na rota de aves. No caso da solar é necessário que se tenham grandes áreas”. Os painéis solares são os mais usados na aplicação em residências, pois não ocupam muito espaço. Luana explica sobre um dos cuidados com esta infraestrutura “tem que tomar cuidado onde instalar, deve-se levar em conta a melhor posição para os painéis, para que não haja grande perda na geração de energia. Com relação ao custo beneficio, é necessário um grande investimento inicial, pois os equipamentos são bem caros” conclui.

FONTES:
http://www.suapesquisa.com/energia/fontes_nao_renovaveis.htm
http://brasilescola.uol.com.br/geografia/energia-geotermica-1.htm
http://www.infoescola.com/desenvolvimento-sustentavel/fontes-renovaveis-de-energia/
https://www.portal-energia.com/fontes-de-energia/
http://www.ecycle.com.br/component/content/article/69-energia/2906--o-que-e-energia-hidraulica-usina-hidreletricas-agua-eletrica-emissao-libera-metano-dioxido-de-carbono-barragem-reservatorio.html

Informativo O que é uma AFT Projetos

Não deixe de conferir a última edição do Informativo CRQ-V: a revista trimestral dos químicos.saiba mais

Saiba o que é necessário para o profissional assumir responsabilidade técnica na indústria química.saiba mais O PQUIM auxilia o profissional formado em Química a ingressar ou a retornar à área de trabalho.saiba mais
Acesso à Informação

CRQV
Vídeos
saiba mais
CRQV

Acesso Rápido
Registro Pessoa Física
Registro Pessoa Jurídica
Pesquisa de Profissionais
Cancelamento Registro P.F.
Cancelamento Registro P.J.
AFT - Informações
Renove sua AFT
Cancele sua AFT
Atualize sua Carteira
Atualize seu Endereço
Parcelamento de Débitos
Isenção de Anuidade P.F.
CRQV

Expediente
9 horas às 12 horas e
das 13h30min às 16h45min
CRQV

Novidade!

Conheça nossa Galeria de Fotos

CRQV
 
 
CRQV Conselho Regional de Química da 5ª Região | Avenida Itaqui, 45 | CEP 90460-140 | Porto Alegre | RS | Fone/Fax: 51 3330 5659 CRQV